quinta-feira, outubro 29, 2009

Dias lindos

O dia deu em bonito.

Amanheceu um céu limpo e agora à tarde sopra um vento forte, de leste, assegurando dias lindos pela frente.

O céu do Rio não tem nuvens em tempo bom. Daquelas do interior ou das praias do Nordeste, em que se adivinham figuras, e que, de tão cheias, assustam os aviadores.

Por aqui, ou está limpo ou coberto.

Às vezes, para o lado da Raiz da Serra, avistam-se algumas nuvens, pesadas. Chove forte por lá no verão.

Um comentário:

calil disse...

Acontece normalmente em abril, nessa curva do mês que descamba para a segunda metade. Os boletins meteorológicos não se lembraram de anunciá-lo em linguagem especial. Nenhuma autoridade, munida de organismo publicitário, tirou partido do acontecimento. Discretos, silenciosos, chegaram os dias lindos. E aboliram, sem providências drásticas, o estatuto do calor.
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE - OS DIAS LINDOS


Drummond tem razão, o estatuto do calor está abolido, mas erra a data. A culpa deve ser do efeito estufa, pobre argumentação. Sou simpático a qualquer argumentação que enalteça o itabirano.Não obstante,este setembro contesta e os dias lindos nascem além. Saúdo-os e comemoro junto com você.